Inicio / Sintravest – nossa história

Sintravest – nossa história

foto1.fw(*) Nossa categoria é formada por trabalhadores em confecções de Roupas em Geral, Uniformes Profissionais, Material de Segurança, Calçados, Bolsas Femininas Lingerie, chapéus, bengalas, cintos e Acessórios do Vestuário.

Nos anos 80 um grupo de trabalhadores da empresa Diamantina Fossanese (hoje Cooperbotões), reuniu-se e formaram a Associação dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Curitiba. Com o passar do tempo e com muita luta chegaram a fundar o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Curitiba e Região no ano de 1987. Hoje, quase 30 anos depois, temos muitas coisas para conquistar.

A luta é diária, porque os problemas acontecem todos os dias em toda parte. Por isso é muito importante que os trabalhadores sejam unidos ao sindicato, fortalecendo não só financeiramente como também moralmente. O respeito que conquistamos até aqui foi à duras penas, com muitas dificuldades, apanhando de patrão e denunciando os preconceitos que havia (ainda há) contra os dirigentes sindicais. O fortalecimento financeiro é para sustentação das políticas que temos, e construção de mais políticas para a categoria do Vestuário. Como os trabalhadores acham que conseguimos trazer a tona um assunto que é tabu no meio empresarial, que é a ERGONOMIA e VIGILÂNCIA SANITÁRIA? Com ajuda da CONACCOVEST, FETRACCOVEST e FUNDACENTRO/SP, foram realizadas visitas pelo Sul do País, até chegarem ao Paraná onde o SITRAVEST se engajou nessa luta e hoje temos o resultado que esta na esta na Lei: tem que ser cumprida (clique no link e saiba mais sobre o Projeto Ergonômico já aprovado).

Para que possamos vencer as lutas diárias, garantir os direitos dos trabalhadores e termos mais conquistas, só tem uma saída: mais trabalhadores sindicalizados investindo na entidade sindical e mais trabalhadores conscientes de seus direitos e deveres. (**) Quando falamos do fortalecimento moral, queremos dizer que os trabalhadores devem participar mais das reuniões do sindicato. Se interessar mais por quem, ele trabalhador elegeu para representá-lo. Procurar fazer parte (de verdade) de uma categoria que amanhã, ou quem sabe hoje mesmo, ele não estará representando? Temos que pensar nisso com seriedade. Ano que vem (2014) temos eleições para eleger a novo diretoria para um novo mandato. Precisamos de pessoas com novas idéias, com vontade de lutar pelos direitos da categoria. Ficar reclamando quando as coisas estão mal, não adianta. Temos que arregaçar as mangas e ir à luta. Mas é necessário que haja pessoas que se interessem pelo futuro do sindicato, politicamente falando. Todos que quiserem unir-se a nós serão mais que bem vindos.

(*) Sindicato é a associação sindical de primeiro grau de trabalhadores pertencentes a uma mesma categoria profissional, com intuito de resguardar seus interesses econômicos e laborais, bem como a representatividade e a defesa desta categoria de trabalhadores.

(**) A Constituição Federal assegura a organização sindical e, de acordo com as Leis do Trabalho, é livre a associação no Brasil para fins de defesa e coordenação dos interesses econômicos ou profissionais de todos os que exerçam a mesma atividade ou profissão.